What some of our users say

Osstell

O que alguns de nossos usuários dizem

A tecnologia Osstell é apoiada por mais de 1200 artigos científicos e muitos dentistas e cirurgiões em todo o mundo apoiam nosso método. Leia mais sobre o que alguns de nossos usuários dizem.

O Osstell é uma parte essencial da minha prática de implante. Como cirurgião protesista, eu o utilizo em todos os casos de implante para determinar e documentar a estabilidade do implante. Os valores ISQ fornecem a confiança (com base na ciência) para saber quando cada implante está pronto para carregar, seja para restauração imediata ou tardia, ajudando a alcançar um resultado restaurador bem-sucedido para cada paciente.


Scott D. Ganz, DMD Prosthodontics, Maxillofacial Prosthetics & Implant Dentistry

O Osstell tornou-se meu guia pessoal para determinar o momento apropriado para carregar os implantes dos pacientes, e agora o uso para cada caso de implante.


Prof. Peter Moy

O uso do Osstell é muito importante para minha prática de implante. Todos os anos, este dispositivo mais do que se paga, pois sempre há vários pacientes que têm uma cicatrização lenta ou que têm implantes colocados com torque de inserção extremamente baixo. Isso confunde minha capacidade de prever quando a cicatrização foi adequada para prosseguir para a fase restauradora. O Osstell me fornece as informações quantitativas necessárias para tomar decisões informadas. Não sou mais o vilão que atrasa o tratamento dos pacientes, mas são os dados objetivos sobre a cicatrização do paciente que se tornam o fator determinante.


Paul S. Rosen, DMD, MS, FACD

Na prática diária, nunca medimos o torque de inserção, pois usamos o Osstell para monitorar a estabilidade do implante. Para implantes não esplintados, queremos que o segundo valor ISQ seja ≥70 para iniciar a reabilitação protética com carga funcional. Na maioria dos pacientes com implantes, isso ocorre em 4 ou 8 semanas de cicatrização, permitindo um protocolo de carga precoce.


Prof. Daniel Buser

As leituras comparativas cirúrgicas e pré-protéticas do Osstell fornecem uma base eficaz para a responsabilidade compartilhada entre o paciente, o cirurgião e o dentista protesista em relação ao status de integração do implante. À medida que a equipe entra na fase protética dos objetivos do tratamento, os dados de desempenho do implante ajudam a focar os resultados com base em expectativas realistas.


George Mandelaris, DDS, MS & Alan L. Rosenfeld, DDS, FACD

Como especialista em cirurgia, trabalho de perto com meus colegas protesistas. Quando o tratamento com carga imediata e precoce é selecionado, preciso ter certeza ao comunicar a estabilidade do implante. O Osstell ISQ me dá um “número” que posso fornecer como uma medida tangível de estabilidade. Se alterações nos protocolos de carga forem apropriadas, posso fornecer um valor numérico que faça sentido e mantenha todos os membros da equipe em sintonia. Eu valorizo essa tecnologia e sinto que ela está apenas começando a demonstrar todas as suas aplicações na prática clínica.


Barry P. Levin, D.M.D